31 de mar de 2009

Google é muito antigo


Consegui uma imagem do google antigo...
veja o tempo de demora da resposta da pesquisa
hehehehe

muito bom....

achei isso no charges.com.br

sds br

jaime, o brasileiro

29 de mar de 2009

Site de venda na internet

opa...
veja esse link... é sobre um site de venda...
vá ao link e espere carregar...
não é vírus...

http://producten.hema.nl/




27 de mar de 2009

explicando a crise

Para quem está com dificuldades de entender o mercado financeiro, segue um bom e simples relatório.

Esta turbulência no Mercado Financeiro faz a gente procurar respostas para as inúmeras dúvidas que surgem e nem sempre a mídia consegue nos esclarecer sobre quais caminhos devemos seguir para protegermos o nosso patrimônio.

O Banco UBS da China fez uma matéria clara, simples e fácil de entender o que está realmente acontecendo com o mercado Financeiro Mundial.

relatório abaixo

Finalmente, alguém explica a crise financeira mundial, de forma lúcida, prática e realista.

sds br

jaime, o brasileiro






24 de mar de 2009

Missão e Visão Empresarial

Missão e Visão Empresarial

Aula de Mercadologia - Adm de Marketing

Essa é a aula da adm de marketing....
tem vários slids ai...

Papai Noel de Alunos do ISCA Faculdades - ADM - Alpino Panetone

Papai Noel - Vídeo Feito pelas alunas do ISCA Faculdade de Administração de Empresas em 2008 - bruna, fabiana, iara, marina natalia - produto Alpino Panetone - lançamento do produto, 2008 - teve até ceia de natal e violinista, lancamento no isca faculdades ADM...
Quem produziu foi um aluno de PP - Leandro
Produto Alpino--- Panetone
Quem tem as fotos me manda.... eu posto no blog...

20 de mar de 2009

A Internet está fazendo a vez

Segue a mais nova sensação - hit da internet - apenas com 16 anos sucesso total na net...
Namora o Marcelo Camelo - Mallu Magalhães






e saiu no Faustão Domingo... deu maior polêmica no you tube a entrevista monossílaba que ela deu no faustão...
veja a charge que o MR - Maurício Ricardo fez... 





18 de mar de 2009

Cenas das Universidades


Na Sala de aula, um aluno desenhou a minha caricatura na lousa,...
mas estava muito magro...
hehehehehe


sds br

veja o detalhe da bandeira do Brasil na mão...
por favor... se souberem quem é o aluno, comenta ai....
 
jaime, o brasileiro

Merchandising com Baralho (Brinde)



foto: jaime, o brasileiro
















Estava na faculdade e vi uma ação de merchandising - brinde
veja o baralho da skol...
tinha que ser redondo mesmo....

muito boa idéia...


sds br


jaime, o brasileiro

17 de mar de 2009

Orquestra Sinfônica no escritório

Veja esta ação de Buzz Marketing - Viral -
perceba o investimento em produções e lógico o baixo custo de divulgação...

Orquestra Sinfônica no escritório

sds br

jaime, o brasileiro

10 de mar de 2009

cenp - petronio correa

Esse vídeo é sobre o CENP
entrevista com petronio Correa

4 de mar de 2009

Apple Verde


A Apple anunciou nesta terça-feira (3) uma nova geração de computadores iMac e Mac mini. Todas as novidades, segundo a empresa, foram desenvolvidas em comprometimento com o ambiente: elas seguem padrões de consumo baixo de energia e usam matéria-prima sem algumas substâncias nocivas. Além disso, a companhia anunciou o uso de material que pode ser facilmente reciclado nestas novidades, já disponíveis nos EUA.

Em uma lista de eletrônicos verdes divulgada pela organização Greenpeace em novembro de 2008, a Apple aparece em uma classificação ruim: 4,3 pontos, quando o máximo (e melhor) é dez.

Fonte: Globo.com

Apple x Amora

Campanha contra o iphone.... muito boa

Aluno Normal.... isso não existe mais....

Aluno Normal.... isso não existe mais....

2 de mar de 2009

revisão ortográfica

Esse PDF tem muita coisa boa...
serve para a nova revisão ortográfica...
se foi certo ou errado o que fizeram não vem ao caso...
o importante é que se queremos ser publicitários precisamos saber escrever certo...
então vai lá...

1 de mar de 2009

Rádio - um arquivo muito bom

sempre é bom falarmos de rádio...
esse arquivo é interessante e traz muita coisa...
divirta-se....

sds br


jaime

13 de fev de 2009

EUA definem princípios de privacidade on-line

Reguladores divulgaram recomendações de como sites devem coletar, guardar e compartilhar informações de internautas.

As advertências também servem para provedores de serviços de internet e a usuários de celulares.

As orientações da Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) à indústria autorreguladora visam conscientizar os consumidores de que informações são armazenadas enquanto eles navegam na rede e dar a eles a opção de não permitir que isso ocorra.

“O cliente, sem saber, pode ter um contrato com o ISP no qual ele aceitou ser rastreado”, alerta Jessica Rich, diretora-assistente da divisão de privacidade e proteção de identidade da FTC.

Há poucas leis nos EUA acerca da obtenção e do uso de dados na web, mas um dos membros da agência federal, Jon Leibowitiz, disse que a falta de eficácia da indústria na proteção da privacidade dos consumidores pode resultar em uma posição governamental mais incisiva.

Nada pessoal?

Pelo contrário, as táticas de relacionamento na web com as melhores performances são aquelas que investem em personalização

41% dos usuários de internet americanos disseram prestar mais atenção em anúncios personalizados. Quase a mesma proporção de respondentes (39%) disse estar mais disposta a clicar em anúncios desse tipo. Os dados são da ChoiceStream. É um dado interessante, especialmente em época de vendas mais baixas.

“Os consumidores entendem que os varejistas online querem saber mais sobre seu comportamento de compra para justamente tornar a experiência mais relevante”, observa o CEO da ChoiceStream, Steve Johnson. Mas a invasão de privacidade ainda é um gargalo.

Outra pesquisa, de 2008, da Harris Interactive, revelou que 45% dos entrevistados se sentem desconfortáveis visitando sites que avisam em seus códigos de conduta que o comportamento de compra é monitorado.

Outros 57% disseram à TNS Global que sentem-se preocupados com anúncios que trazem seu histórico de compras para mostrar ofertas relevantes de acordo com o perfil.

Mesmo assim, o argumento geral é de que os consumidores respondem melhor à personalização. De acordo com a ChoiceStream, quanto mais dinheiro os consumidores gastam online, maior a probabilidade de responder a personalização.

E o e-mail marketing?
A performance dessa ferramenta de baixo custo, tão popular entre os executivos de marketing, se mantém estável. Segundo pesquisa divulgada em janeiro pela Epsilon, usando dados dos últimos dois anos, os números envolvendo o e-mail praticamente não se alteraram. As porcentagens de abertura de mensagens e click-through caíram a uma taxa insignificante.

“Apesar da apreensão sobre a queda de efetividade da propaganda e do quadro econômico, o e-mail continuou a performar de forma consistente em 2008”, disse Kevin Mabley, vice- presidente da Epsilon.

Jeffrey Grau, analista senior da eMarketer, diz que executivos de marketing devem otimizar o uso da ferramenta. E mais uma vez a aposta é a personalização. “Aqueles que empregarem técnicas de segmentação e personalização para tornar seus e-mails mais relevantes terão a oportunidade de aumentar significativamente suas taxas de resposta,” disse. Dados do eMarketer estimam que os gastos com e-mail marketing irão subir para U$ 488 milhões em 2009 – em 2008, somou U$ 472 milhões.

Fonte: http://www.emarketer.com

Google usa estudo de rastreamento do olhar para entender usuários

Webdesigers usam equipamentos para o rastreamento do olhar dos internautas para entender como os visitantes interagem com seus sites.

Além disso, empresas como a Eyetools promovem estudos similares para clientes como o Yahoo e o New York Times - mas os resultados geralmente são confidenciais.

Dois funcionários do Google, contudo, publicaram em um post o estudo de rastreamento de olhar feito em uma página de resultados do Google.

O objetivo foi determinar se a inclusão de miniaturas das imagens às pesquisas promovidas distraía ou ajudava os usuários. A conclusão? As pequenas fotos não atrapalham os internautas.

O vídeo divulgado pelo Google mostra pontos vermelhos passeando pelos resultados da busca - sendo que, quando maior a circunferência, mais tempo o usuário pousou seus olhos naquela área.

E acredite: o vídeo aponta o direcionamento dos olhos em tempo real, mostrando que os humanos são capazes de rastrear informações em alta velocidade - talvez maior do que eles próprios imaginem.


5 de jan de 2009

acordo ortogrfico é um desacordo cultural

Tô P!

PQP! Esse novo acordo ortográfico dos países lusófonos avacalhou geral.

Primeiro, porque lusófonos já é palavra suficientemente feia, você não concorda?

Vinícius de Morais, eterno defensor da beleza, certamente a desaprovava. Não duvido que ele jamais a tenha pronunciado em suas andanças noctívagas pelos bares do Leme ao Leblon.

Se alguém me chamar de lusófono, ainda que eu o seja, juro que saio no braço. Sinceramente, leitor: você faria acordo com alguma coisa lusófona sem um certo receio de má fama?

– Vi Fulano andando com um lusófono.

– Hum… faz tempo que eu já desconfiava…

Depois – e principalmente –, porque desde a eleição do Lula, com seu absoluto desprezo às letras e irrestrito desdém ao conhecimento, com o tal acordo estou para ver tamanho triunfo das nulidades (ao falar em ver triunfar as nulidades, desta vez quem suspirou no túmulo foi Rui Barbosa… nulidades, lulidades… hã, hã?)

Voltando à orto-catástrofe, pra quê, por exemplo, matar o trema? O prestimoso sinal nos alertava para os casos onde se exigia a pronúncia da letra u, esta, sim, uma pobre coitada não raro vítima do prepotente q, que, quando pode, faz calar sua boca. O u deve ser uma letra muito sofrida. Em determinados casos salvava-lhe o trema, que, dedo em riste, proclamava: “aqui o q não manda coisa nenhuma, é território soberano do u! Exijo que o u seja respeitado como merece! Pronunciem-no, pois!”

O trema era um sujeito firme e de bom caráter. Sem sua ajuda, o leitor terá de se virar sozinho para descobrir quando o u deve ser pronunciado em que/qui/gue/gui (para que o leitor tenha certeza da minha intenção em relação à pronúncia do u, devo informar que escrevi cuê, cuí, gu-ê, gu-í. Lamentável…).

– Mas em nome estrangeiro o trema fica!

– Ah, tá! Ele deve ter adorado continuar na Bündchen da Gisele.

E o que dizer, então, do frio assassinato do acento diferencial? Já vou avisando aos politicamente corretos, sempre tão míopes, que acentos diferenciais não pregam nenhum tipo de discriminação entre quem quer que seja. Ao contrário, ao apontarem as diferenças, trazem à tona as qualidades intrínsecas de cada um e cada coisa, valorizando todos.

Mas veja a leitora ou o leitor que ridícula a frase “O automóvel para para não bater no caminhão”. Vá explicar a um estudante que os dois para são coisas completamente diferentes. Que um é preposição, o outro é verbo.

– O que é verbo, fessô?, perguntaria algum aluno dessas faculdades de fino trato que ultimamente o MEC autorizou pipocaram à farta por aí.

Não bastasse, nossos brilhantes e atarefados tomadores de chá, folgada e eternamente assentados na Academia, atrapalharam-se com as letras e, em lugar de mexerem o traseiro no assento (com ss), resolveram fazê-lo nos acentos (com c) agudo e circunflexo.

No agudo:

– Manhê, lá na escola tava escrito Coreia num cartaz. Será que esqueceram de um r no nome do seu Correia, o bedel?

– Não, filho! Isso deve ser coisa de algum bedel mental…

E o circunflexo, então? Agora, como diferencial, só será mantido no plural dos verbos ter e vir, o que vai deixar muito redator com um certo enjoo descircunflexado.

Bem, também tem o hífen, que, é claro, não poderia faltar. Pois o tal desacordo chatográfico-lusófono (alerto insistentemente ao leitor que evite a companhia da palavra) conseguiu a rara proeza de trocar seis por meia dúzia, substituindo umas regrinhas bobocas por outras, babacas.

Porém o estrago já foi feito.

Esqueceram-se os acadêmicos, e provavelmente nunca se deram conta as nossas autoridades, que o que diferencia a língua portuguesa das outras do mundo ocidental, inclusive as demais latinas, é sua riqueza incomparável, monumental, sua incrível capacidade de ser sutil, bela, harmônica, maleável, e, ao mesmo tempo, duramente exigente com quem não a conhece minimamente, com quem não a trata com o devido zelo.

Pois é. Os tais acadêmicos, daqui e d’além-mar, até conseguiram lá seus quinze minutos de fama, mas só fizeram papel de macaco em loja de cristais. Aposto um vintém como Fernando Pessoa teria torcido o nariz.

A troco de nada e em nome de coisa nenhuma, nós, brasileiros, que no geral mal sabemos escrever, porque na vida escolar não nos foi dado ler com a abundância recomendável, agora seremos obrigados a correr inutilmente o risco de redigir ainda pior.

Editoras deverão reeditar incontáveis títulos; e engana-se quem acredita que terão lucro estrondoso com isso. Toneladas literais de livros estocados em distribuidores e livrarias tornam-se doravante, por decreto, envelhecidos, desatualizados, refugo. Imagina o leitor quanto custa reeditar um dicionário? E que fazer com meu Aurélio, meu Houaiss? Meus Deus! Jogo-os no lixo? Além da vaca, irão também para o brejo, meus dicionários de etimologia, de citações e o de questões vernáculas, do mestre Napoleão Mendes de Almeida?

As redações de jornais, no afã noticioso, verão aumentados seus escorregões ortográficos e pedidos públicos de desculpas nas colunas “erramos”. Vivo fosse, lá iria o simpático e atencioso Eduardo Martins, pacientemente, revisar seu Manual de Redação e Estilo do Estadão, alertando editores e repórteres sobre os novos riscos de escrever.

E dos professores, sobretudo os da rede pública nos ensinos fundamental e médio, exigir-se-á, mais uma vez, esforço incompatível com seus magros rendimentos – e inexistentes investimentos em atualização pedagógica.

A língua é viva e é do povo. Há séculos o idioma escolheu naturalmente um caminho aqui no Brasil, miscigenando-se com as culturas negra e indígena, e deixando-se também influenciar por culturas européias e orientais. Escolheu outro em Portugal, e outros ainda nos demais países que o empregam na África e na Ásia.

Um puto em Angola é um menino pequeno, no Brasil será outras coisas. Não usamos peúgas por aqui, embora não andemos descalços. Portugueses não entram em filas, mas atrás de bichas, ato que, convenhamos, no Brasil leva às mais constrangedoras interpretações. E sabe Deus a quais influências terá sido exposto o português falado em Macau, Goa, Damão e Timor?

E, de resto, que sabemos nós, brasileiros, verdadeiramente sobre São Tomé e Príncipe, Moçambique, Guiné-Bissau e Cabo Verde? Bem, de Cabo Verde temos algum conhecimento da boa música de Cesária Évora. Basicamente, não muito mais que isso!

Os idiomas falados nos tais países lusófonos não são, definitivamente, mesma coisa, mesma pessoa; são mais como irmãos: filhos dos mesmos pais, ainda assim diferentes em suas caras, personalidades e histórias de vida.

“O ser humano é sempre o mesmo, mas em todo lugar ele é sempre diferente”. O que disse Pessoa sobre as gentes vale obrigatoriamente para seus idiomas.

Minha pátria é minha língua. A miscigenação dos povos modifica minha cultura nacional; com isso, os fonemas; com eles, a ortografia. Pessoalmente, advogo que já falamos o idioma brasileiro, mas isso é assunto para outro dedo de prosa.

Eta acordozinho inútil. Só servirá de incômodo cotidiano.

Arrogantemente, sob discutíveis argumentos de aproximação cultural e econômica de povos de idioma comum, os tais dotôres da língua e otoridades da lei – daqui e de lá – usurparam um poder que é dos povos (pois aqui não deveria valer a representatividade), e não fizeram bem algum à língua portuguesa, apenas deixaram-na com mais um pequeno ferimento.

À última flor do Lácio, indefesa, arrancou-se uma pétala. Mal-te-quer.

Texto de ZECA MARTINS [publicitário, articulista Webinsider] originalmente publicado em http://webinsider.uol.com.br/index.php/2008/12/21/acordo-ortografico-e-um-desacordo-cultural/

9 de dez de 2008

uninada - universidade do futuro

essa propaganda é de arrebentar...
parece casas bahia...
mas com um apelo universitário.
vale a pena ver.

sds br

4 de dez de 2008

Alpa - Associação Limeirense Proteção Animal



umas das campanhas mais inteligentes que já vi no 3 setor...
um viral que vai pegar...
Isso foi trabalho de uma agencia no curso de PP do ISCA Faculdades Limeira...
mas está muito profissional....

sds br

Jaime, o brasileiro

3 de dez de 2008

Não Manifeste

Esse foi uma aula no curso de Publicidade e Propaganda da FPM - Faculdade Prudente de Moraes
Ministro a disciplina de Formação de Agência, os alunos fizeram o lançamento da campanha assim...
não manifeste....
olhe que coisa louca....

Sertanejo Universitário



isso é um caso da música sertaneja universitária...
vejam isso...

25 de nov de 2008

Oração do publicitário


Saibam todos em primeira mão que este anúncio só surgiu devido a duas mentes poluídas e atormentadas consumindo um fardo de cerveja e muito amendoim japonês.

13 de nov de 2008

Facebook cresce via dispositivos móveis

A rede social Facebook afirmou que o acesso à sua plataforma por dispositivos móveis triplicou desde o início de 2008. De acordo com a companhia, esse movimento e a popularidade de algumas funções do site são duas surpresas.

O uso do Facebook por celular cresceu de 5 milhões para 15 milhões de usuários desde o começo do ano, segundo os dados da companhia postados no blog corporativo e assinado pelo engenheiro da equipe de dispositivos móveis, Wayne Chang.

Os usuários podem acessar o Facebook usando o navegador ou aplicativos específicos. O iPhone, BlackBerry, Palm e Windows Mobile possuem ferramentas para acesso ao Facebook.

Chang também afirmou que a liberação do uso do Facebook em celulares para fazer comentários nas atualizações dos status chegou a marca de um milhão de comentários nas primeiras 24 horas. Anteriormente, os usuários móveis podiam atualizar o status e ler os comentários dos status de seus amigos do aparelho, mas não adicionar comentários.

O crescimento do Facebook em celulares deve fazer mais sucesso nos próximos anos, de acordo com analistas do mercado. A Pyramid Research apontou em um relatório publicado no começo deste ano que o número de usuários móveis nas redes sociais pode crescer globalmente de 300 milhões em 2010 para 950 milhões em 2012.

Redação Adnews, com informações do IDGNow!

Johnnie Walker Black Label lança série limitada

Garrafas com detalhes em ouro celebram 100 anos do Striding Man


A Johnnie Walker Black Label lançou mundialmente uma série limitada em comemoração aos 100 anos do Striding Man, o ícone da marca de whisky. A garrafa é mais sofisticada, em preto fosco com detalhes em ouro. A Diageo distribui a edição especial em lojas especializadas de todo o Brasil como uma ótima opção de presente de fim de ano.

O Striding Man foi criado em 1908, na mesa de um restaurante. George e Alexander II, netos de John Walker, fundador de Johnnie Walker, saíram para almoçar com um cartunista chamado Tom Browne. Pediram para ele criar um símbolo que representasse a marca. No verso do cardápio do restaurante, o cartunista esboçou o Striding Man, que acabou sendo utilizado em anúncios para o Natal naquele mesmo ano. A principal diferença entre o desenho original e o que conhecemos hoje é o sentido da caminhada. Para reforçar a idéia de Keep Walking – que sintetiza o conceito de progresso pessoal utilizado pela marca – a caminhada foi invertida acompanhando o sentido de leitura ocidental, da esquerda para a direita.

YouTube fará sua primeira transmissão ao vivo

O portal de vídeos YouTube anunciou que fará sua primeira transmissão online. Conhecido por armazenar vídeos, o site inicia nova fase em que se aventura neste tipo de exibição.

A aposta inaugural será uma transmissão própria, no "YouTube Live", com músicos como Will.i.Am (do Black Eyed Peas) e Katy Perry.

O evento do dia 22 deste mês contará ainda com a participação de pessoas que ficaram famosas graças ao site. Será uma mescla de show, festa e programa de variedades, de acordo com Chris di Cesare, diretor mundial de marketing e comunidade do YouTube.

Segundo a Reuters, o portal não informou se pretende fazer disto parte integrante de sua grade de programação.

Com informações da Folha Online

TV digital fecha ano com alcance de 40 milhões

Às vésperas de completar um ano de implantação no país, a TV digital brasileira deverá fechar 2008 com cobertura suficiente para atender cerca de 40 milhões de habitantes.

A informação faz parte de um levantamento feito pelo Fórum do Sistema Brasileiro da TV Digital Terrestre – SBTVD, com base no cronograma de implantação do Ministério das Comunicações e no número de habitantes das cidades (Censo 2007/IBGE), onde a TV Digital entrará em operação até o final de 2008.

“Nenhum país conseguiu os resultados obtidos pelo Brasil em tão pouco tempo. Somos um case de sucesso, já amplamente reconhecido no exterior”, observa Roberto Franco, presidente do Fórum SBTVD.

Adiantadas em relação ao cronograma oficial, São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Goiânia (GO), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS), já têm transmissão digital em HD e para dispositivos móveis e portáteis. Florianópolis (SC), Salvador (BA) e Campinas (SP) terão até dezembro de 2008. E até o final de 2009, todas as capitais brasileiras e Brasília (DF) terão TV digital funcionando.

Outro dado levantado pelo Fórum SBTVD foi o número de telespectadores, que poderá chegar a 645 mil até dezembro de 2008. Essa estimativa é baseada na previsão de vendas de receptores fixos e móveis da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), feito antes da crise internacional anunciada.

Ao todo, calcula-se a comercialização de 150 mil receptores fixos como conversores externos e embutidos em TVs, com estatísticas que apontam 3,3 telespectadores por aparelho, acrescidos de mais 150 mil receptores móveis (celulares, minitvs e pen-drives), com uma pessoa por dispositivo.

Via ADNews